... como eles crescem; não trabalham nem fiam; e eu vos digo que nem mesmo Salomão, com toda a sua glória, se vestiu como um deles.
Ev.de Mateus 6:28 e 29.

sábado, 19 de Abril de 2014

Uma doce, feliz e santa Páscoa


A Páscoa é um tempo de reflexão, de meditação e gratidão.
Para os que crêem, ela significa libertação, salvação e vida eterna com Deus.
Jesus Cristo ao entregar a sua vida na cruz do Calvário em nosso lugar, resolveu de uma vez por todas o nosso problema espiritual. Pagou um elevado preço para que nós possamos, aceitando esse seu sacrifício, viver em paz, viver com alegria e sem qualquer receio do que nos espera na vida que se segue a esta.Que a nossa Páscoa não seja apenas "tradição", festa, comidas e bebidas, férias, chocolates e amendoas, porque se assim fôr, ela será na verdade muito pobre e sem significado
Que a nossa festa maior seja a festa espíritual.
A todos os queridos amigos que têm a gentileza e a bondade de por aqui passar, desejo ardentemente, uma doce, feliz e santa Páscoa.

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

"I´m Gonna Sing"

No blogue da minha amiga, irmã em Cristo e, comadre, Mimi -http://maria-elevive.blogspot.pt - encontrei esta interessante e bela melodia,  não tendo resistido a trazê-la comigo, a fim de a partilhar aqui, neste espaço, com os amigos.
Foi traduzida do Inglês para o português, pelo João Marcos, filho da Mimi.

Eu Vou Cantar


"Que Deus vos abençoe através  desta bela canção “I'm Gonna Sing”, de modo a incentivar a vossa esperança no Deus vivo. 
As vozes são de um dos meus grupos favoritos, os “Gaither Vocal Band”, o excepcional solista é Guy Penrod; a autoria, do casal Gloria e William Gaither; a tradução foi feita pelo meu filho".

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!

É uma música que trará a Sua mensagem
nas noites de mais denso nevoeiro;
E a melodia é a corda que puxa
quando o homem se afoga novamente;
É uma doce melodia que corta as amarras
de um passado de derrotas.
E, através dessa doce harmonia,
podes ver o caminho para os teus pés errantes.

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!


Não me digam que o mundo está velho e sem esperança,
e que devo conformar-me com a tristeza e a melancolia.
A vida é uma sala de espera para o corte
que nos atingirá a todos.
Não posso ceder quando diante dos olhos
tenho uma esperança brilhante;
Eu tenho que seguir a música que me mantém
com os pés a dançar ao longo do caminho. 

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é a liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!

Sim, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!



(http://maria-elevive.blogspot.pt/)

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Evangelho, precisa-se.

   

      Foi noticiado pela televisão, ontem à noite:

    1- 250  pessoas com um total de 25 milhões de Euros em  depósitos bancários, receberam Rendimento  Social   de Inserção.

2 - Foi detectado  haver  pessoas que  ludibriaram os Bancos Alimentares, recebendo, indevidamente,
     duas, três e quatro vezes os cabazes com alimentos.

     Fico  triste e, pensando:

     Que pessoas serão estas?
      Denominar-se-hão cristãs?

      Concluo:
    Segundo o Evangelho, o  verdadeiro cristão é aquele que  orienta a sua vida pelos ensinos de Cristo.
    Logo, não  será capaz de praticar estes actos condenáveis.
    É urgente  dar cumprimento à Grande Comissão  que o Mestre nos deixou:

" PORTANTO, IDE, ENSINAI TODAS AS NAÇÔES, BAPTIZANDO-AS EM NOME DO PAI,  E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO; ENSINANDO-AS A GUARDAR TODAS AS COISAS QUE EU VOS TENHO MANDADO;  E EIS QUE EU ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ À CONSUMAÇÂO DOS SÉCULOS:

  (Ev: de  S.  Mateus cap.28:19 a 20)

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Parabéns Jorge Leal, pelos teus setenta e sete anos

O Jorge  rodeado dos netos. A foto é do filho Miguel

Ontem, domingo,  o nosso Deus, Deus de toda a família, Deus dos nossos pais e Deus dos nossos antepassados, concedeu-nos a benção da vivência de um lindo, precioso e inesquecível dia.
Começámo-lo na Casa de Oração, cultoando e adorando o Senhor, onde o nosso filho Zé, apresentou o estudo da Lição da Escola Bíblica Dominical; onde o Pastor Jorge Leal apresentou a Mensagem da Palavra Sagrada; e, onde eu, dirigi a ordem do culto.
Para nós, é uma alegria imensa ir juntos á casa de Oração. Esperamos ansiosos...que chegue o Domingo, o Dia do Senhor.

Depois do culto, seguimos para o Restaurante "As Patrícias" nas Azenhas do Mar, um dos locais mais belos da nossa Sintra.
Toda a restante família nos esperava lá.
A alegria do encontro foi indescritível. Lá estavam os outros três filhos, as três noras, os nove netos e a  Dª Madalena (lado esquerdo do Jorge) mãe da minha nora Teresa.
Viveram-se momentos muito especiais.
Tanto amor entre todos!
Tanto afecto!
Tanta alegria!

O Jorge estava, naturalmente, feliz.
A comidinha esmeradamente preparada. Muito boa!
A simpatia da Patrícia..a jovem propriettária, que foi quem  nos "mimou", á mesa.
Terminado o repasto, foram cantados os Parabèns,  e  as mais novas (excepto a Luz) ajudaram o avô a apagar as velas.
 Saímos, procurámos um lugar bonito para tirar uma foto da família e, outras.
Alguns tiveram que "ir andando", mas outros foram connosco  ver o nosso mar. Fomos mostrar-lhes uma ruínas de um antigo, muito, muito antigo templo, numa arriba junto á Praia das Maçãs, que foi "descoberto" por nós ha cerca de duas semanas.
O  caminho pedonal, á beira-mar, que nos leva até lá, é magniífico: Há uma profusão de flores da flora mediterrânica, entre elas as Armérias - pseudo- Armérias - umas graciosas flores de um côr-de-rosa tão lindo, e que cresce em tufos; espaços a perder de vista tudo florido, onde as flores balouçavam com a brisa marinha que se fazia sentir.

A nora Anabela estava feliz e deliciada! Pegou na máquina fotográfica e fez muitas "macros" que prometeu enviar-me via e-mail.Ela sabe o quanto eu gosto de flores.
Por fim, separámo-nos...e eles partiram para levar as meninas a um Acampamento, e nós regressámos a casa felizes e muitíssimo gratos ao Pai, por a vida do Jorge e por o dia magnífico que nos permitiu viver.
Aproveito, ainda, este espaço, para dar mais uma vez, os Parabéns ao Jorge e desejar-lhe muitos mais anos, repletos das bençãos do Senhor, como até hoje tem acontecido.

domingo, 13 de Abril de 2014

Porque hoje é Domingo (289)


A prisão e o julgamento de Jesus

« E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.
E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o.
E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o.
Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam.
E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha.
Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.
Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?
Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?
Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes.
Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.
E os que prenderam a Jesus o conduziram à casa do sumo sacerdote Caifás, onde os escribas e os anciãos estavam reunidos

E Pedro o seguiu de longe, até ao pátio do sumo sacerdote e, entrando, assentou-se entre os criados, para ver o fim.
Ora, os príncipes dos sacerdotes, e os anciãos, e todo o conselho, buscavam falso testemunho contra Jesus, para poderem dar-lhe a morte;
E não o achavam; apesar de se apresentarem muitas testemunhas falsas, não o achavam. Mas, por fim chegaram duas testemunhas falsas,
E disseram: Este disse: Eu posso derrubar o templo de Deus, e reedificá-lo em três dias.
E, levantando-se o sumo sacerdote, disse-lhe: Não respondes coisa alguma ao que estes depõem contra ti?
Jesus, porém, guardava silêncio. E, insistindo o sumo sacerdote, disse-lhe: Conjuro-te pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus.
Disse-lhe Jesus: Tu o disseste; digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu.
Então o sumo sacerdote rasgou as suas vestes, dizendo: Blasfemou; para que precisamos ainda de testemunhas? Eis que bem ouvistes agora a sua blasfêmia.
Que vos parece? E eles, respondendo, disseram: É réu de morte.
Então cuspiram-lhe no rosto e lhe davam punhadas, e outros o esbofeteavam,
Dizendo: Profetiza-nos, Cristo, quem é o que te bateu?
Ora, Pedro estava assentado fora, no pátio; e, aproximando-se dele uma criada, disse: Tu também estavas com Jesus, o galileu.
Mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes.
E, saindo para o vestíbulo, outra criada o viu, e disse aos que ali estavam: Este também estava com Jesus, o Nazareno.
E ele negou outra vez com juramento: Não conheço tal homem.
E, daí a pouco, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Verdadeiramente também tu és deles, pois a tua fala te denuncia.
Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou.
E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente.»

(Ev.S.Mareus 26:42 a 70)

sábado, 12 de Abril de 2014

As coisas não são difíceis

Jovem plantando uma árvore numa serra. Fonte da imagem. http://projetocantovivo.spaceblog.com.br/


"AS COISAS NÃO SÃO DIFÍCEIS DE FAZER, O DIFÍCIL È NOS DISPORMOS A FAZÊ-LAS".

(Constantin Brâncusi)


Constantin Brâncuşi (HobiţaRomênia19 de fevereiro de 1876 — Paris16 de março de 1957) foi o mais célebre escultor romeno e um dos principais nomes da vanguarda moderna.

sexta-feira, 11 de Abril de 2014

Envelhecer - Um poema de Gióia Júnior

Fonte da imagem:http://raquelmell.blogspot.pt/

ENVELHECER

Que coisa tola meu amor me disse!
 - antes nunca o dissesse -
falou-me que está perto da velhice,
que a tarde finda e a noite escura desce!
Deixa-te de tolice,
por favor!
Envelhecemos, sim, mas só quando envelhece
o único bem da juventude: O AMOR!

(Gióia Júnior)
No livro - Orações do Cotidiano