... como eles crescem; não trabalham nem fiam; e eu vos digo que nem mesmo Salomão, com toda a sua glória, se vestiu como um deles.
Ev.de Mateus 6:28 e 29.

quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Muitos Parabéns, meu lindo filho Pedro, pelos teus 47 anos!


O Pedro na Serra  de Sintra. Em baixo, as filhas a espreitar.


















Ás quatro da madrugada do dia 23 de Abril de 1967, tu chegaste.
Tão lindínho e tão perfeitinho! Pelo aspecto, parecias ter um mês, ou mais.
 Pesavas quatro quilos trezentos e vinte gramas, e medias cinquenta e quatro centímetros.
"Carequinha", com uns cabelinhos loiros  espalhados por aqui, e por ali.
Uns lindos e grandes olhos azuis...
 Eras o meu primeiro filho, e eu, esperava-te tranquilamente, alegremente.

Passaram-se 47 anos...
A tua bela barba loira/ruiva,  que usas desde a juventude, está agora a ficar  grisalha.
O cabelo loiro e ondulado, está já semeado de muitos brancos.
O corpo, permanece lindínho e perfeito. Sempre muito bem cuidado.
O espírito, bom, o espírito, sempre igual,
Soubeste cultivá-lo, com boas e sábias escolhas.
Enriqueceste-o, ao fazer a decisão mais importante da tua vida:
Crer em Deus, amar Deus, seguir Deus, e servir Deus.
Desde pequenito que caminhas com Ele.
E assim, consegues estar de bem com Deus, de bem contigo próprio, de bem com os outros e, de bem com a natureza, natureza, que tanto admiras e tanto proteges e respeitas.
Eis a prova:
Hoje, dia do teu aniversário, estas a percorrer e a admirar  uma zona muito bela na serra dos Candeiros, com o teu irmão mais novo, o Zé, a fim de fazer o reconhecimento e selecionar o percurso que irão fazer brevemente, com um grande grupo de pessoas amigas e irmãos na fé, em mais uma caminhada, para ver e apreciar a bela natureza criada e preparada por Deus para nós.

Ao longo destes 47 anos, são inúmeras as alegrias que me tens dado.
Tão meu amigo...tão cuidadoso, tão carinhoso e bom, para mim.
Procuras sempre alegrar-me e surpreender-me.

Por tudo que atrás ficou escrito, eu louvo o nosso Deus, e agradeço, agradeço, agradeço.
Também, pela família linda e preciosa que Ele te Deu.
A Anabela, tua companheira de jornada, é um anjo bom que Ele colocou no teu caminho.
As tuas três filhas, minhas lindas e amadas netas, são um tesouro.
Parabéns, muitos Parabéns,  meu filho Pedro.
Continua nesse caminho excelente que escolheste.
Vai em frente! Sê feliz!
Vive a vida com alegria e entusiasmo.
E, que o nosso Pai de amor, o nosso Abba - Paizinho - te abençoe
Um beijo carinhoso da mãe

Nota:

Quero agradecer, de coração, primeiro ao meu Senhor e depois aos meus familiares e amigos, pelas suas preces em favor da "minha mãozinha direita".

O amor imenso do Senhor, as vossas preces e o tratamento...caseiro...intensivo, fez a diferença, está muito, muito melhor.
Já consigo escrever e movimentar a mão, sem dores.
Muito obrigada

terça-feira, 22 de Abril de 2014

Uma ausência forçada

Venho comunicar, aos amigos que habitualmente por aqui passam, que  "estarei ausente", por tempo indeterminado, por  ter sido acometida por uma crise de artrite, na minha mão direita, que me impede de escrever ou fazer qualquer movimento.
Voltarei quando estiver melhor, querendo  Deus.
Por favor orem por mim, para que o Paizinho de todo o amor e bondade, me ajude a recuperar, e me ajude também a vencer esta prova da minha fé. 
O meu abraço e, o meu muito obrigado

domingo, 20 de Abril de 2014

Jesus Ressuscitou! Aleluia! Verdadeiramente Ele Ressuscitou!

O sepulcro vazio

No fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.    
E eis que houvera um grande terremoto; pois um anjo do Senhor descera do céu e, chegando-se, removera a pedra e estava sentado sobre ela.   
o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como a neve. 
E de medo dele tremeram os guardas, e ficaram como mortos.   
Mas o anjo disse às mulheres: Não temais vós; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado.   
Não está aqui, porque ressurgiu, como ele disse. Vinde, vede o lugar onde jazia; 
e ide depressa, e dizei aos seus discípulos que ressurgiu dos mortos; e eis que vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que vo-lo tenho dito.   
E, partindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos discípulos.   
E eis que Jesus lhes veio ao encontro, dizendo: Salve. E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés, e o adoraram.  
Então lhes disse Jesus:
Não temais; ide dizer a meus irmãos que vão para a Galiléia; ali me verão.  Ora, enquanto elas iam, eis que alguns da guarda foram à cidade, e contaram aos principais sacerdotes tudo quanto havia acontecido.  E congregados eles com os anciãos e tendo consultado entre si, deram muito dinheiro aos soldados, e ordenaram-lhes que dissessem: Vieram de noite os seus discípulos e, estando nós dormindo, furtaram-no.   E, se isto chegar aos ouvidos do governador, nós o persuadiremos, e vos livraremos de cuidado.   
Então eles, tendo recebido o dinheiro, fizeram como foram instruídos. E essa história tem-se divulgado entre os judeus até o dia de hoje. Partiram, pois, os onze discípulos para a Galiléia, para o monte onde Jesus lhes designara. Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, baptizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. 
(Ev. de S. Mateus cap.28) 

sábado, 19 de Abril de 2014

Uma doce, feliz e santa Páscoa


A Páscoa é um tempo de reflexão, de meditação e gratidão.
Para os que crêem, ela significa libertação, salvação e vida eterna com Deus.
Jesus Cristo ao entregar a sua vida na cruz do Calvário em nosso lugar, resolveu de uma vez por todas o nosso problema espiritual. Pagou um elevado preço para que nós possamos, aceitando esse seu sacrifício, viver em paz, viver com alegria e sem qualquer receio do que nos espera na vida que se segue a esta.Que a nossa Páscoa não seja apenas "tradição", festa, comidas e bebidas, férias, chocolates e amendoas, porque se assim fôr, ela será na verdade muito pobre e sem significado
Que a nossa festa maior seja a festa espíritual.
A todos os queridos amigos que têm a gentileza e a bondade de por aqui passar, desejo ardentemente, uma doce, feliz e santa Páscoa.

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

"I´m Gonna Sing"

No blogue da minha amiga, irmã em Cristo e, comadre, Mimi -http://maria-elevive.blogspot.pt - encontrei esta interessante e bela melodia,  não tendo resistido a trazê-la comigo, a fim de a partilhar aqui, neste espaço, com os amigos.
Foi traduzida do Inglês para o português, pelo João Marcos, filho da Mimi.

Eu Vou Cantar


"Que Deus vos abençoe através  desta bela canção “I'm Gonna Sing”, de modo a incentivar a vossa esperança no Deus vivo. 
As vozes são de um dos meus grupos favoritos, os “Gaither Vocal Band”, o excepcional solista é Guy Penrod; a autoria, do casal Gloria e William Gaither; a tradução foi feita pelo meu filho".

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!

É uma música que trará a Sua mensagem
nas noites de mais denso nevoeiro;
E a melodia é a corda que puxa
quando o homem se afoga novamente;
É uma doce melodia que corta as amarras
de um passado de derrotas.
E, através dessa doce harmonia,
podes ver o caminho para os teus pés errantes.

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!


Não me digam que o mundo está velho e sem esperança,
e que devo conformar-me com a tristeza e a melancolia.
A vida é uma sala de espera para o corte
que nos atingirá a todos.
Não posso ceder quando diante dos olhos
tenho uma esperança brilhante;
Eu tenho que seguir a música que me mantém
com os pés a dançar ao longo do caminho. 

Eu vou cantar uma canção que torne livres
os espíritos pesados ​​e tristes;
Vou continuar a fazer hinos que transmitam
que Jesus é a liberdade;
Vou desligar os sons que afogam as pessoas
num poço do desânimo.
Pois, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!

Sim, para os Seus filhos, como tu e eu,
Ele chegará em breve,
com uma doce e alegre melodia!



(http://maria-elevive.blogspot.pt/)

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Evangelho, precisa-se.

   

      Foi noticiado pela televisão, ontem à noite:

    1- 250  pessoas com um total de 25 milhões de Euros em  depósitos bancários, receberam Rendimento  Social   de Inserção.

2 - Foi detectado  haver  pessoas que  ludibriaram os Bancos Alimentares, recebendo, indevidamente,
     duas, três e quatro vezes os cabazes com alimentos.

     Fico  triste e, pensando:

     Que pessoas serão estas?
      Denominar-se-hão cristãs?

      Concluo:
    Segundo o Evangelho, o  verdadeiro cristão é aquele que  orienta a sua vida pelos ensinos de Cristo.
    Logo, não  será capaz de praticar estes actos condenáveis.
    É urgente  dar cumprimento à Grande Comissão  que o Mestre nos deixou:

" PORTANTO, IDE, ENSINAI TODAS AS NAÇÔES, BAPTIZANDO-AS EM NOME DO PAI,  E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO; ENSINANDO-AS A GUARDAR TODAS AS COISAS QUE EU VOS TENHO MANDADO;  E EIS QUE EU ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ À CONSUMAÇÂO DOS SÉCULOS:

  (Ev: de  S.  Mateus cap.28:19 a 20)

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Parabéns Jorge Leal, pelos teus setenta e sete anos

O Jorge  rodeado dos netos. A foto é do filho Miguel

Ontem, domingo,  o nosso Deus, Deus de toda a família, Deus dos nossos pais e Deus dos nossos antepassados, concedeu-nos a benção da vivência de um lindo, precioso e inesquecível dia.
Começámo-lo na Casa de Oração, cultoando e adorando o Senhor, onde o nosso filho Zé, apresentou o estudo da Lição da Escola Bíblica Dominical; onde o Pastor Jorge Leal apresentou a Mensagem da Palavra Sagrada; e, onde eu, dirigi a ordem do culto.
Para nós, é uma alegria imensa ir juntos á casa de Oração. Esperamos ansiosos...que chegue o Domingo, o Dia do Senhor.

Depois do culto, seguimos para o Restaurante "As Patrícias" nas Azenhas do Mar, um dos locais mais belos da nossa Sintra.
Toda a restante família nos esperava lá.
A alegria do encontro foi indescritível. Lá estavam os outros três filhos, as três noras, os nove netos e a  Dª Madalena (lado esquerdo do Jorge) mãe da minha nora Teresa.
Viveram-se momentos muito especiais.
Tanto amor entre todos!
Tanto afecto!
Tanta alegria!

O Jorge estava, naturalmente, feliz.
A comidinha esmeradamente preparada. Muito boa!
A simpatia da Patrícia..a jovem propriettária, que foi quem  nos "mimou", á mesa.
Terminado o repasto, foram cantados os Parabèns,  e  as mais novas (excepto a Luz) ajudaram o avô a apagar as velas.
 Saímos, procurámos um lugar bonito para tirar uma foto da família e, outras.
Alguns tiveram que "ir andando", mas outros foram connosco  ver o nosso mar. Fomos mostrar-lhes uma ruínas de um antigo, muito, muito antigo templo, numa arriba junto á Praia das Maçãs, que foi "descoberto" por nós ha cerca de duas semanas.
O  caminho pedonal, á beira-mar, que nos leva até lá, é magniífico: Há uma profusão de flores da flora mediterrânica, entre elas as Armérias - pseudo- Armérias - umas graciosas flores de um côr-de-rosa tão lindo, e que cresce em tufos; espaços a perder de vista tudo florido, onde as flores balouçavam com a brisa marinha que se fazia sentir.

A nora Anabela estava feliz e deliciada! Pegou na máquina fotográfica e fez muitas "macros" que prometeu enviar-me via e-mail.Ela sabe o quanto eu gosto de flores.
Por fim, separámo-nos...e eles partiram para levar as meninas a um Acampamento, e nós regressámos a casa felizes e muitíssimo gratos ao Pai, por a vida do Jorge e por o dia magnífico que nos permitiu viver.
Aproveito, ainda, este espaço, para dar mais uma vez, os Parabéns ao Jorge e desejar-lhe muitos mais anos, repletos das bençãos do Senhor, como até hoje tem acontecido.