domingo, 23 de Novembro de 2014

Porque hoje é Domingo (319)


Estas são as coisas que deveis fazer:
Falai a verdade cada um com o seu próximo; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas.
E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ameis o juramento falso; porque  todas estas são coisas que eu odeio, diz o Senhor.

 (Livro do Profeta Zacarias 8:16 e 17)

sábado, 22 de Novembro de 2014

Uma casa oferecida a Deus




       Se não for o  Senhor o construtor da casa  
              será inútil trabalhar na  construção.
Se não é o Senhor que vigia a cidade,
será inútil a sentinela montar guarda.
Será inútil levantar cedo e dormir tarde,
trabalhando arduamente por alimento.
O Senhor concede o sono àqueles
a quem ele ama”. (Salmos 127:1,2)

Do blogue do meu bom amigo,  o pastor Orlando Arraz Maz - http://arrazmaz.blogspot.pt/  -trouxe  este belo texto,  a fim de partilhá-lo  com os amigos que habitualmente por aqui passam.

Amanhã nosso filho André e Priscila se casam em obediência às leis civis. Será um dia bastante especial que será reservado para dedicá-lo ao Senhor como oferta de gratidão dos nossos corações.

Construímos uma casa, e queremos, primeiramente, oferecê-la a Deus, pois foi Ele o “construtor” por excelência. Dele vieram os recursos suficientes, e, portanto, Deus será o primeiro ocupante desta casa. A Ele nossa gratidão eterna.

Depois, será ocupada por vocês, nossos filhos, certos de que sempre Deus estará presente abençoando suas vidas, e se alegrando de que na mesa Ele ocupe sempre a cabeceira.

Que esta casa seja um refúgio para vocês contra os vendavais da vida, um jardim florido para juntos desfrutarem dias de alegrias, um esconderijo para os amigos que os buscarem para enxugar-lhes suas lágrimas, enfim, um lugar onde reside Deus.

Esta é a oração de seus pais.

A Ele toda a glória

Orlando Arraz Maz

http://arrazmaz.blogspot.pt/

sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Pingos de chuva - um poema de Adolfo Casais Monteiro

O escritor português - Adolfo Casais Monteiro
Fonte da imagem: www.raizonline.com
Pingos de Chuva

Caem,
gordas, sonoras,
monótonas pingas de chuva,
          - espaçadas - 
e indolentes
vão marcando uma toada:
ping pang - ping pang,
as pingas
da chuva de Outono pardo.
Espaçada
a terra mole absorve
as vagas da chuva densa
que lenta
vai caindo,
em pingas grossas
sonoras.
E ao cair
a chuva bate o compasso
com o som de um contrabasso
ping...
pang...
ping...
pang...

(Adolfo Casais Monteiro)

    1908 - 1972

Poeta, Ensaísta e Professor

quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

Voando como águias

Fonte da imagem: solucaoperfeita.com
"Deus criou-nos com  um enorme desejo de voar.
Ele projectou-nos para sermos altamente produtivos e para voar
com asas  como de águias; 
sonhando com o que Ele pode fazer com o nosso potencial".

(Carol Kent)

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Os contrastes que ocorrem neste nosso "torrão Natal" - Portugal

O senhor  Artur Alves, o senhor Horácio Costa e o senhor José Pinheiro, que  encontraram e entregaram os 4.407 euros.
Fonte da imagem:(http://www.jn.pt/) 
Enquanto, como povo português, ainda nos sentimos  confusos e perplexos com os últimos acontecimentos  ocorridos estes dias, no que toca à prática da corrupção, por altos Quadros  do Estado, ouvimos pelas notícias que, no mesmo país, três humildes funcionários municipais, que trabalham  com lixo,   ao encontrarem  no meio deste um envelope com  44o7 euros, imediatamente os entregaram à autarquia, que os fez  chegar a quem pertenciam.

Dá que pensar!

Aqui está a notícia:

Funcionários municipais devolveram 4.407 euros encontrados no lixo

Três funcionários da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim foram distinguidos pela autarquia com um voto de louvor por devolverem um envelope com mais de quatro mil euros que encontraram num centro de processamento de lixo.


Fonte autárquica citada pela agência Lusa explicou que o envelope, com o dinheiro e cheques, foi detetado no meio de resíduos, no Ecocentro de Laúndos, por trabalhadores municipais que procediam à separação de papel. Os valores foram devolvidos ao banco a que pertenciam.
O envelope continha um depósito no valor de 4407 euros feito pelo cliente de um banco numa dependência desta instituição e que, por descuido, terá caído num balde do lixo. Seguiu, depois, o trajeto normal dos resíduos até ao ecocentro.
Após os três funcionários terem encontrado o pacote, fizeram-no chegar aos responsáveis da Câmara Municipal que, por sua vez, o entregaram à instituição bancária em causa, identificada no envelope.
O presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, considerou que este "tipo de atitude deve merecer a distinção da autarquia, justificando-se a atribuição dos votos de louvor aos funcionários Artur Alves, Horácio Costa e José Pinheiro pela seriedade demonstrada".
Segundo o autarca, esta não foi a primeira vez que funcionários da Câmara Municipal encontraram somas de dinheiro no meio de resíduos e procederam à sua devolução.
"Recentemente, um trabalhador dos serviços de limpeza que estava a recolher resíduos numa casa particular também encontrou uma carteira (com mil euros) que supostamente iria para o lixo e devolveu-a ao proprietário", descreveu o autarca.
(http://www.jn.pt/)

terça-feira, 18 de Novembro de 2014

Pontes de Portugal (8)

Ponte sobre o Rio Alva - em Sandomil - Serra da Estrela - Portugal. Fonte da imagem: http://fotos.sapo.pt/.
O  nosso cantinho - Portugal - tem muitas e belas paisagens! 

Escondida no meio da Serra da Estrela, banhada pelo rio Alva, fica Sandomil, uma  bonita aldeia com uma ponte romana de 3 arcos que se reflecte nas águas serenas.

A aldeia de Sandomil estende-se nas margens do rio Alva e possui locais aprazíveis, destacando-se a praia fluvial, a ponte romana, os moinhos de água, a Corredoura e o lugar da fonte da Moura.
À freguesia de Sandomil pertencem ainda as aldeias do Furtado, Corgas e Cabeça de Eiras.


A ponte, executada em granito, é formada por um tabuleiro assente num arco de volta perfeita, com parapeito de granito. Apresenta 3,35 m de largura e o vão do arco é de 3,50


segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

Renata recebe prémios por remendar corações partidos

A jovem cientista portuguesa Renata Gomes. Fonte da imagem: http://www.luxwoman.pt/
 Renata recebe prémios por remendar corações partidos

Aos 29 anos, Renata Gomes foi nomeada para um prémio na área da ciência em Inglaterra por ter contribuído para a detecção do risco de AVC ou enfarte. Já recebeu um em 2012, mas desta vez concorreu contra "o Mourinho e o Ronaldo" da área.

Renata Gomes está em Londres para reparar corações partidos.
E até entrou numa campanha com esse nome para angariar fundos para a investigação na área. Desde que se tornou cientista do coração tem somado experiências, reconhecimento, prémios e nomeações como a da semana passada A Women in Science and Engineering (WISE) nomeou-a para a categoria Hero devido à sua contribuição para a ciência, saúde e bem-estar. Não venceu, mas aos 29 anos fica surpreendida por ter o seu nome entre duas cientistas com mais 15 e 20 anos de carreira."É como colocarem o meu nome ao pé do Mourinho ou do Cristiano Ronaldo".A modéstia não esconde os feitos que levaram a ser nomeada para este prémio do organismo  que distingue apenas mulheres na investigação. E para isso contou o seu histórico de investigação em Oxford e no e no King´s College. "Tem sido um trabalho de ano e meio, com a descoberta de um ,marcador que pode ser utilizado para prevenir aneurismas, enfartes e AVC. Penso que foi a descoberta dele e de uma tecnologia para o medir que distinguiu o trabalho", conta ao DN.

Descobertas que ficaram nas mãos da indústria farmacêutica que se espera  poderem beneficiar a população dentro de um a dois anos, ajudando as pessoas a identificar se têm ou não maior risco de ter ou não um destes eventos cardiovasculares, "O marcador aparece modificado nestes casos.Outra aposta da indústria  é o fabrico de medicamentos específicos para o problema. No King´s College,
mais uma instituição com o carimbo da British Heart Foundation, passou  da fase de remendar corações partidos para a  de prevenir que cheguem lá."Estou a coordenat três projectos. Um na prevenção do AVC; outro em novas tecnologias na área; e um terceiro para perceber como se comportam as células na aterosclerose".
Desde 2007 que Renata trabalha em Inglaterra, mas já conhece o país há duas décadas. Foi para lá aos 10 anos com a família que se  mantém quase toda por lá.; as irmãs de 14, 27 e 6 anos( a mãe voltou a casar) que diz  também querer ser cientista.O primeiro curso foi Medicina  Forense, iniciado no norte de Inglaterra e depois terminado em Cambridge, numa altura em que já tinha condições financeiras para suportar as despesas.A partir daí lançou-se naquela que viria a ser a sua especialidade e grande contributo para a saúde e para a ciência; fez mestrado e o doutoramento na área da medicina e biologia cardiovascular.
A nomeação foi um orgulho, mas o Parlamento britânico não se esqueceu dela há dois anos quando a premiou com um galardão de  prata. A British Heart Foundation, para a qual fez a campanha, tem sido uma grande ajuda, já que tem patrocinado a sua formação desde o início.

  (Diana Mendes - Diário de Notícias de 17/11/2014)

Nota:
Como concidadã da Renata, regozijo-me  por os seus feitos a bem da humanidade.
Os meus Parabéns!
Vá em frente! Persiga o seu sonho!
Seja  feliz.
Que Deus a abençoe

Se quer saber mais sobre a Renata, veja esta entrevista aqui.